Sábado, 15 de Maio de 2010

Inocência

 

O texto do padre Borges é significativo, por ele mesmo, mas, ainda mais, por que passa ao lado da visita de Bento XVI a Portugal.

A crónica é deveras interessante não tanto pela  problemática entre a inocência e a teologia, mas sobretudo pela problematização que um filósofo alemão, agnóstico, faz do confronto entre teologia, positivismo e moral.

Lei-a aqui.

Foto do filósofo Max Horkheimer

 


publicado por weber às 11:43
link do post | comentar
partilhar

. ver perfil

. seguir perfil

. 8 seguidores

.pesquisar

 

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Inocência

.arquivos

.tags

. todas as tags

.últ. comentários

Chame-me Parvo….Pois é, Sr. Pedro Tadeu, é isso me...