Quinta-feira, 16 de Fevereiro de 2012

Do solitário ao solidário

Esta fórmula é de Camus, Albert e, mais recentemente, utilizada pelo meu muito apreciado franciscano, mas capuchinho, Fernando Ventura.

Hoje, há bocadinho, retornei ao forte apache e pesquei esta pérola, que nos bate como de fora murro no estômago.

Assentem bem no conteúdo e nas formulações de  José Adelino Maltez.

"A emergência social não passa apenas pelas estatísticas, passa principalmente pelo levantamento de problemas reais. Aldeia a aldeia. Rua a rua. Condomínio a condomínio. Onde possamos encontrar pessoas. Para darmos voz aos que não têm voz. Nem partido. Nem sindicato. Nem igreja. A multidão solitária que é a esmagadora maioria social."


publicado por weber às 22:01
link do post | comentar
partilhar

. ver perfil

. seguir perfil

. 8 seguidores

.pesquisar

 

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Do solitário ao solidário

.arquivos

.tags

. todas as tags

.últ. comentários

Chame-me Parvo….Pois é, Sr. Pedro Tadeu, é isso me...