Sexta-feira, 5 de Março de 2010

"Precisamos de novos sindicatos"

A tese é radical, é fundamentada, é ilustrada, mas, pese embora o autor, que aprecio, não merece o meu acordo.

Pedro Adão e Silva sustenta, em artigo de opinião saido no jornal i de hoje que "precisamos, em Portugal de novos sindicatos".

Não se muda de sindicatos, como se faz com as camisas. São processos muito lentos, que demoram décadas...

Mas, pode ler o artigo da P.A.S. com interesse e bondade, menos, em meu entender, sobre esta conclusão.

O que eu tenho defendido, sempre, são, no fundamental, dois aspectos:

1/ Hoje, em Portugal, não temos uma Questão Sindical;

2/Hoje, o que carecemos, em Portugal, é de um "aggiornamento" do modo de fazer sindicalismo.

A Espanha já o fez.

A Itália já o tinha feito na década de 60 do século passado.

A França tem dias.

No Norte da Europa sempre cultuaram um sindicalismo reformista, negociador e interventor nas questões sociais, na segurança social, na saúde e nos tempos livres.

Não é meu propósito debruçar-me sobre tal matéria, agora e aqui, mas, um dia destes, fá-lo-ei.

J.A.


publicado por weber às 16:54
link do post | comentar | ver comentários (2)
partilhar

. ver perfil

. seguir perfil

. 8 seguidores

.pesquisar

 

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. "Precisamos de novos sind...

.arquivos

.tags

. todas as tags

.últ. comentários

Chame-me Parvo….Pois é, Sr. Pedro Tadeu, é isso me...