Quinta-feira, 5 de Janeiro de 2012

A ironia como ferramenta da história

 

Isto vem a propósito de uma opinião, análise, o que seja que se queira, do Bastonário da Ordem dos Técnicos oficiais de Contas e que vem reproduzida no DE: Portugueses já pensam "Sócrates volta estás perdoado".

Pois.

Pois é assim mesmo.

E eu penso que, à medida, que as condições de vida dos portugueses se forem degradando, cada vez mais este sentimento tenderá a crescer.

Não faço a mínima das ideias quanto aos projectos do ex-PM, às suas ambições ou ansiedades.

Mas sei que o povo é sábio e tem na bagagem aforismo que baste para narrar esta situação: "Depois de mim virá, quem bem de mim dirá".

Soltas, descosidas ainda, saltitando aqui e por acolá, começam já a mostrar-se esse tipo de sentimento, ideia, até já opinião substantiva e com argumentário de sustentação.


publicado por weber às 11:30
link do post | comentar | ver comentários (4)
partilhar

. ver perfil

. seguir perfil

. 8 seguidores

.pesquisar

 

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. A ironia como ferramenta ...

.arquivos

.tags

. todas as tags

.últ. comentários

Chame-me Parvo….Pois é, Sr. Pedro Tadeu, é isso me...