Sábado, 4 de Setembro de 2010

Polémica

 

O livro do físico Stephen Hawking, inglês, em que sustenta que Deus não foi convocado para a criação do Universo lançou já, nas lideranças religiosas, tanto anglicana como judaica forte perplexidade e contestação activa.

Leia-se as noticias que vem do país de S. Majestade por aqui.

«Nessa obra, Hawking sugeria que não existia qualquer incompatibilidade entre a existência de um Deus criador e a compreensão científica do Universo, chegando mesmo a afirmar que, se a comunidade científica chegasse a descobrir a teoria completa, tal "seria o triunfo definitivo da razão humana", já que, nesse altura, "seria possível conhecer a mente de Deus".

No novo livro, intitulado "The Grand Design" e que estará à venda a partir de 09 de Setembro, precisamente uma semana antes da visita do papa Bento XVI ao Reino Unido, o astrofísico sustenta que a ciência moderna não deixa lugar à existência de um Deus criador do Universo.

O cientista sustenta o seu argumento no facto de ter sido observado, em 1992, um planeta que girava em torno de uma estrela distinta do Sol, o que comprova a possibilidade de existirem outros planetas e universos.

Ora, se a intenção de Deus era criar o Homem, os restantes universos seriam redundantes - assinala Hawking


publicado por weber às 10:51
link do post | comentar
partilhar

. ver perfil

. seguir perfil

. 8 seguidores

.pesquisar

 

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Polémica

.arquivos

.tags

. todas as tags

.últ. comentários

Chame-me Parvo….Pois é, Sr. Pedro Tadeu, é isso me...