Quinta-feira, 22 de Outubro de 2009

Os limites da tolerância

O politólogo Cardoso Rosas no jornal i publica um texto interessante a propósito das ondas de choque que as "aleivosias" saramaguistas sobre a Bíblia provocaram em Portugal.

O professor universitário socorre-se do principio de Stuart Mill "a única razão para limitar a liberdade de alguém é a prevenção do dano que possa causar a outrem" para defender o valor da liberdade, que pode ler aqui e sustenta ele, que devemos balançar-nos entre aquele principio fundador da democracia moderna e o que é, hoje, hábito designar-se por politicamente correcto.

Tem de haver uma espécie de compromisso entre os dois princípios.

Mas o de Mill, na dúvida, sobrepõe-se a todos os que se imaginem.

J.A.


publicado por weber às 10:56
link do post | comentar | ver comentários (14)
partilhar

. ver perfil

. seguir perfil

. 8 seguidores

.pesquisar

 

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Os limites da tolerância

.arquivos

.tags

. todas as tags

.últ. comentários

Chame-me Parvo….Pois é, Sr. Pedro Tadeu, é isso me...