Sexta-feira, 30 de Julho de 2010

O texto que eu gostava de ter escrito

O jornalista, poeta e homem de letras do Porto, Manuel António Pina na sua crónica habitual arrasa os "relativistas" da multiculturalidade, que se preocupam com as burkas no Ocidente e não dizem uma palavra sobre os assassinatos de mulheres indefesas na Somália e no Irão, por apedrejamento e "culpadas" de adultério.
Leiam aqui a boa consciência.

 


publicado por weber às 10:48
link do post | comentar | ver comentários (1)
partilhar

. ver perfil

. seguir perfil

. 8 seguidores

.pesquisar

 

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. O texto que eu gostava de...

.arquivos

.tags

. todas as tags

.últ. comentários

Chame-me Parvo….Pois é, Sr. Pedro Tadeu, é isso me...