Quinta-feira, 23 de Junho de 2011

Ainda Assunção Esteves

José Adelino Maltez, de quem sou fraterno e devotado admirador, dono de uma cultura invejável, com uma formação filosófica e politica sólida, é, na actualidade, um dos melhores analistas da espuma do dia, por que vislumbra para além dela.

Publicou, ontem, no blog "albergue espanhol" texto impressivo sobre a eleição e, particularmente, sobre o discurso da Presidente da Assembleia da República, a deputada Assunção Esteves, que pode ler aqui.

E in extenso de seguida:«Confesso a minha fragilidade: ainda vou em discursos. Mas o homem é um animal de palavra, sobretudo de "logos", de palavra posta em discurso na cidade, coisa donde veio a democracia. Julgo que o homem é o único animal que fala e que, reconhecendo-se finito, inventou o sagrado, ou foi por ele recriado, em interacção. Finalmente, uma neokantiana emerge no meio desta tristeza decadentista, barroca, utilitária e de neopositivistas, mal arrependidos de um marxismo de pacotilha. E Assunção fez a justiça de invocar Marx, o tal que um dia disse que não era marxista, quando reparou como a criatura se estava a refazer contra o próprio criador. Há uma pequena coisa chamada coerência de princípios que, quando confirma a autenticidade, nos puxa para cima, em assunção que também pode ser ascensão. Quando a democracia rima com filosofia, o resultado pode ser esta razão prática. O discurso de Assunção Esteves demorou trinta anos a fazer! Gostei de o sentir em pensamento, pensando o que na verdade sinto. Espero que o discurso leve bom senso a algumas das ministerialidades vigentes que ainda têm a tentação de refazer o modelo gago ou neogaguista de "révolution d'en haut". Até já se vislumbravam alguns alfredos apimentados, disponíveis para o serviço da vulgata e do inquisitorialismo, não respeitando sequer o original...»


publicado por weber às 01:56
link do post | comentar
partilhar

. ver perfil

. seguir perfil

. 8 seguidores

.pesquisar

 

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Ainda Assunção Esteves

.arquivos

.tags

. todas as tags

.últ. comentários

Chame-me Parvo….Pois é, Sr. Pedro Tadeu, é isso me...