Quarta-feira, 8 de Junho de 2011

O boomerang D.S.K.

A França tem um código de conduta jornalística muito severo no que toca à vida privada dos seus concidadãos com visibilidade mediática, todos eles, políticos ou não.

São célebres os "casos" Miterrand, Chirac, Faure, mesmo Sarkosy.

Brincava-se com estas situações. Dizia-se, mesmo, que era condição para entrar no Palácio do Eliseu, ter-se, pelo menos uma amante e um filho ilegítimo. Dizia-se...

Contudo, as ocorrências com o Presidente do FMI, Dominique Strauss Kahn, a braços com a justiça americana, parecem ter alterado o paradigma.

Os casos de assédio, ou práticas sexuais desviantes, de políticos, mesmo até de ex-políticos, saltam agora para as primeiras páginas dos jornais, ou para o prime-time das televisões como coelhos acossados nas tocas. Obrigam mesmo a demissões.

Leia-se aqui no El País as noticias de França, sobre este tópico:

"El Partido Socialista francés podría apartar de sus filas a Jacques Mahéas, senador y actual alcalde de la pequeña localidad de Neuilly-sur-Marne, al este de París. Mahéas fue condenado en marzo de 2010 por agresión sexual contra una funcionaria municipal."

Foto - Jacques Mahéas.


publicado por weber às 08:09
link do post | comentar
partilhar

. ver perfil

. seguir perfil

. 8 seguidores

.pesquisar

 

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. O boomerang D.S.K.

.arquivos

.tags

. todas as tags

.últ. comentários

Chame-me Parvo….Pois é, Sr. Pedro Tadeu, é isso me...