Segunda-feira, 13 de Fevereiro de 2012

A Arca do poeta

O Museu da Língua Portuguesa, com patrocínios diversos organizou uma estonteante exposição sobre a vida e a obra (mais a obra) do nosso poeta singular, com o titulo mais que sugestivo "Fernando Pessoa, plural como o universo".

Pode ver e ouvir por aqui uma reportagem com um dos curadores, Richard Zenith.

Vá com muito tempo par fruir de uma das mais belas e impressivas exposições, que já me foi dado apreciar.

A Gulbenkian, velha senhora, dona de uma modernidade que perturba.

Até Abril estará na Avª de Berna onde poderá aproximar a privacidade criativa do poeta.

Deslumbre-se, também, com as soluções tecnológicas encontradas pelos tecnólogos ao serviço desta mostra gigantesca. Uma bênção nestes tempos tão mortiços.

Na foto, a "arca" onde, depois da morte do poeta se encontraram cerca de 25 mil manuscritos e que foi arrematada por um desconhecido (que a emprestou para figurar na Exposição...) por € 50 000,00.


publicado por weber às 10:17
link do post | comentar
partilhar

. ver perfil

. seguir perfil

. 8 seguidores

.pesquisar

 

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. A Arca do poeta

.arquivos

.tags

. todas as tags

.últ. comentários

Chame-me Parvo….Pois é, Sr. Pedro Tadeu, é isso me...