Segunda-feira, 8 de Novembro de 2010

"La guachafita de la ortografía"

Em Espanha, como aqui, vai um tumulto em torno das ortografias, da lexografia.

O castelhano, ou o espanhol (redutor...) tem 22 academias de letras, que acompanham o fluir da língua em cada dos países hispânicos.

Pela primeira vez assumiram, em dicionário, os lexemas utilizados por 40 milhões de hispânicos dos USA, segundo país a seguir ao México, este com 104 milhões de falantes.

O El País faz-se eco deste tumulto entre especialistas.

O artigo, que resume essa polémica, publicado papeles-perdidos; la-guachafita-de-la-ortografia e com um titulo muito apelativo, dá conta da cizânia que aí se instalou.

Pensava eu que só o nosso Acordo Ortográfico, celebrado para todo o espaço dos falantes lusófonos estava a criar desconforto e crispações. Erro meu.

Leia-se aquele interessante artigo e percebemos que as línguas imperiais, que ainda tem alguma dimensão, mas  não se impuseram como o inglês (o latim da nossa contemporaneidade...) continuam, bravamente, a assimilar contribuições locais e a assumi-las de modo deveras criativo.

O espanhol tem cerca de 450 milhões de falantes.

O português tem cerca de 250 milhões de falantes.

Línguas importantes, pois.

 


publicado por weber às 12:10
link do post | comentar
partilhar

. ver perfil

. seguir perfil

. 8 seguidores

.pesquisar

 

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. "La guachafita de la orto...

.arquivos

.tags

. todas as tags

.últ. comentários

Chame-me Parvo….Pois é, Sr. Pedro Tadeu, é isso me...