Sábado, 14 de Maio de 2011

O mal

 

É das questões mais controvertidas quando pensamos nas teodiceias, nos impérios, nas civilizações, nas nações, nos regimes, nas tiranias, nas religiões, na humanidade, mesmo no homem singular.

O teólogo Anselmo Borges, fazendo a recensão do último livro do seu muito estimado amigo de Santiago de Compostela, o Padre André Torres Queiroga (muito amigo, em vida, de José Saramago) aborda esta tremenda questão.

Aqui pode ler a crónica do filósofo português Deus e o mal.

Nos tempos que correm este tópico é de primacial importância.

Parem neste pedaço:«Lá está o famoso dilema de Epicuro: Ou Deus pôde evitar o mal e não quis; então, não é bom. Ou quis e não pôde; então, não é omnipotente. Ou quis e pôde; então, donde vem o mal

tags:

publicado por weber às 10:41
link do post | comentar
partilhar

. ver perfil

. seguir perfil

. 8 seguidores

.pesquisar

 

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. O mal

.arquivos

.tags

. todas as tags

.últ. comentários

Chame-me Parvo….Pois é, Sr. Pedro Tadeu, é isso me...