Quinta-feira, 3 de Maio de 2012

17 milhões de franceses

Este é o número que assistiu ao debate entre François Hollande, candidato do Partido Socialista francês e Nicolas Sarkozy, actual Presidente da república gálica.

Um comentador do Le Mnde, num "chat" criado para o efeito, analisa o debate e conclui François hollande partait en position de favori il le reste

São deveras curiosas, algumas análises que por aí se esparramam.

Lendo o argumentário do homem do le Monde, faz-me recordar o célebre debate entre Passos Coelho (o candidato, jovem, mal preparado...) e Sócrates, o então primeiro-ministro, a dominar toda a sabença governamental, os números, os dossiers...

Mas, o que é facto, malgrado as redes sociais afectas a Sócrates, berrarem, com argumentos "sólidos", a vitória do seu mentor no debate,  o CESOP concluía por uma vitória concludente de Pedro Passos Coelho.

A estratégia de Sarkozy, a acreditar no homem do Le Monde, mostrou-se ufano e altaneiro, partindo da ideia que Hollande não dominava os números e se deixaria abater pela sua, dele, sarko, agressividade mitigada, de mestre para...aluno.

Há pessoas que pensam que a "humildade" faz mal aos ossos.

Mutatus mutandi, temos a repetição da história antiga, lusa, neste caso.

Ninguém ganha debates.

O outro é que o perde.

No caso em análise, quem perdeu foi o actual PR da França, o "parvo", o "breve" Nicolas Sarkozy, dito Sarko, não confundir nem com "sacré", menos ainda com "sarcófago".

Domingo, dia 6 de Maio, veremos quem perde e quem ganha.


publicado por weber às 14:04
link do post | comentar
partilhar

. ver perfil

. seguir perfil

. 8 seguidores

.pesquisar

 

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. 17 milhões de franceses

.arquivos

.tags

. todas as tags

.últ. comentários

Chame-me Parvo….Pois é, Sr. Pedro Tadeu, é isso me...