Segunda-feira, 25 de Julho de 2011

O único que importa

O jornalista do DN aborda as mistificações que querem colar ao assassino dos jovens socialistas noruegueses (norueguês, extremista, cristão, maçom, cavaleiro templário e etc).

Em crónica rigorosa diz o que pensa.

Fá-lo com precisão e com parcimónia de palavras e conceitos.

Assino por baixo. Por que tudo o resto que ele insinua, em imagens e em texto resume-se ao que fez.

Passem os olhos por aqui:

«Norueguês, cristão, conservador, de extrema-direita, tudo qualificativos a que se pode acrescentar outro, terrorista, fazendo um todo que não é por estar junto (por exemplo, em terrorista cristão) pode ofender os noruegueses, cristãos, conservadores ou de extrema-direita que não são terroristas. Sim, há terroristas cristãos e Anders Behring Breivik é a prova. E, sim, há terroristas islâmicos, também com muitas provas, o que não contraria o facto da esmagadora maioria dos islâmicos não ser terrorista. Arrumada essa questão de palavras, passo por cima de outras, as que estão nas 1516 páginas deixadas pelo terrorista. Palavras - repito-me da crónica de ontem - são matéria demasiado manipulável. Para saber das ideias de Anders Breivik prefiro o vídeo que ele também deixou. Há nele uma imagem que vale por 1516 páginas. Blá-blá-blá, marxismo, blá-bá, islamismo, blá, multiculturalismo, diz Breivik, esmagam a Europa. Está bem, são opiniões, até que chego, aos 3m e 25s do vídeo, a esta imagem que é a ideia de Breivik: os europeus, desenhados como carneirada, empurrados por aqueles males, caem num precipício e no mar. A imagem é clara. Posta lá por Breivik. Esse mesmo que vimos agora em imagens reais, arma calma e certeira, atirando em crianças e adolescentes, fugidos em terror, cordeiros caídos ao mar, mortos ou fingindo-se mortos nas pedras da margem. Esse, o atirador, é o único Anders Behring Breivik que interessa


publicado por weber às 10:02
link do post | comentar
partilhar

. ver perfil

. seguir perfil

. 8 seguidores

.pesquisar

 

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. O único que importa

.arquivos

.tags

. todas as tags

.últ. comentários

Chame-me Parvo….Pois é, Sr. Pedro Tadeu, é isso me...