Terça-feira, 6 de Julho de 2010

"Depois de mim virá quem bem de mim dirá"

 

Esta formula é antiga p'ra caraças.

Utiliza-se muito em relação aos políticos, que lidaram mal com os interesses instalados, com a opinião publicada, enquanto no activo.

Entretanto, uma vez desactivados chovem-lhes elogios ditirámbicos.

O caso de Maria de Lurdes Rodrigues aí está para o provar e a pretexto de um livro publicado.

O P.A.S., no seu "léxico familiar" deu nota desse fazer-diferenca.

 


publicado por weber às 09:43
link do post | comentar
partilhar

. ver perfil

. seguir perfil

. 8 seguidores

.pesquisar

 

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. "Depois de mim virá quem ...

.arquivos

.tags

. todas as tags

.últ. comentários

Chame-me Parvo….Pois é, Sr. Pedro Tadeu, é isso me...