Domingo, 9 de Janeiro de 2011

Eu, desvalido órfão, me confesso...

Anda por aí muito "alegrista" silencioso, queixoso mesmo dos maus desempenhos do candidato, o vate d'Águeda.

Os cavaquistas entraram em desespero, porque o barco da honestidade à prova de bala...mete água por tudo quanto é rombos.

Os outros, bem, os outros candidatos...não contam.

O Fernando Nobre...dá pena a indigência.

O Coelho...é para rir.

O Defensor Moura, este já se pode levar um pouco mais a sério, mas não se percebe o desígnio.

O Francisco Lopes tem um discurso bem arrumadinho para segurar o eleitorado comunista, sempre muito eficiente e útil nas segundas voltas.

Mas, a que vem o meu acto de contrição, de confissão?

Nunca, verdadeiramente, em qualquer que fosse a eleição presidencial, tive candidato, que eu assumisse como MEU.

Também não será desta vez que tal acontecerá.

Mas, obviamente, votei em Eanes para derrotar Soares Carneiro, em Mário Soares para vergastar Freitas do Amaral e já votei duas vezes para derrotar Cavaco Silva.

Uma vez consegui, elegendo Jorge Sampaio.

Na segunda, não.

Talvez, na terceira, volte a derrotá-lo.

Quem sabe?


publicado por weber às 13:12
link do post | comentar
partilhar

. ver perfil

. seguir perfil

. 8 seguidores

.pesquisar

 

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Eu, desvalido órfão, me c...

.arquivos

.tags

. todas as tags

.últ. comentários

Chame-me Parvo….Pois é, Sr. Pedro Tadeu, é isso me...