Terça-feira, 12 de Outubro de 2010

Do bem falar, do bem escrever

 

Os profissionais da escrita, os que utilizam a língua como ferramenta da sua actividade profissional obrigam-se, exige-se deles que assim seja, a conhecer bem a sua língua.

Eu, insignificante publicista, sem as responsabilidades que a outras profissões são cometidas, gosto de acolher reparos, sugestões, veja-se criticas, quando dou tratos de polé à língua de Camões.

Isto vem a propósito de ter acolhido uma reparo quanto ao uso, aparentemente indevido, de "sociais-democratas".

Dei como boa a critica e logo a "repliquei" para escritor amigo.

Contudo, hoje, tirei-me de cuidados e fui aos livros de referência.

O Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências de Lisboa só admite uma variante, que é "sociais-democratas" para o plural de social-democrata.

Entretanto, mergulhei no Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa, bíblia da nossa lexografia e, espanto, admite as duas variantes para o plural de social democrata, "social-democratas" e "sociais-democratas" e ainda uma terceira. Tendo em conta que a nossa palavra vem da alemã Sozialdemokraten, o Houaiss aceita socialdemocrata e socialdemocratas.

Isto é como os diagnósticos dos médicos: é sempre bom ter uma segunda e, até mesmo, uma terceira opinião.

A quem induzi em erro...mil desculpas.


publicado por weber às 20:47
link do post | comentar
partilhar

. ver perfil

. seguir perfil

. 8 seguidores

.pesquisar

 

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Do bem falar, do bem escr...

.arquivos

.tags

. todas as tags

.últ. comentários

Chame-me Parvo….Pois é, Sr. Pedro Tadeu, é isso me...