Quinta-feira, 16 de Fevereiro de 2012

O judeu errante, o funcionário público

Ao longo dos séculos os "homens" vão construindo, ao sabor das vitórias e das conquistas, mitemas, "bodes expiatórios" para as pestes, de qualquer tipo que sejam. Os poderosos, sejam eles sagrados, clérigos, ou profanos, políticos, reis, ministros, presidentes, democratas ou totalitários, em quase todos os tempos e geografias, precisam, sempre, de um bode expiatório para sossegar as massas e fazerem passar as suas, deles, politicas.

Na actualidade, o judeu errante, o bode expiatório, o saco de murros é, não podia deixar de o ser, o "funcionário público", culpado de todos os males, preguiçoso, maldisposto, incompetente e mais um par de "razões" brutas...

Entretanto topei este post forte-apachista de mor qualidade e, além do mais, muito equilibrado.

Um belo dum contributo para a desmontagem desta farsa.

(...)"Quem ouve certas almas fica com a ideia que a culpa do estado a que chegou o país é dos funcionários públicos. Ninguém se lembra ou faz um ligeiro esforço de memória para recordar (ou não interessa) que boa parte dos cargos de chefia no Estado, aqueles cargos que realmente decidem em matérias fundamentais para o presente e futuro do país, foram escolhidos e nomeados pelos diferentes actores políticos. Seja na Administração local, seja na administração regional ou central. É na Estradas de Portugal, nas principais empresas de transporte público, nas diferentes Comissões de Coordenação Regional, nas Direcções Regionais disto e daquilo. Tudo nomeações políticas. Desses, ninguém fala nem da responsabilidade dos mesmos em matérias de gestão irresponsável. Um verdadeiro manto de silêncio."

Na foto, Hélder Rosalino, actual Secretário de Estado da Administração Pública.


publicado por weber às 14:11
link do post | comentar
partilhar

. ver perfil

. seguir perfil

. 8 seguidores

.pesquisar

 

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. O judeu errante, o funcio...

.arquivos

.tags

. todas as tags

.últ. comentários

Chame-me Parvo….Pois é, Sr. Pedro Tadeu, é isso me...