Terça-feira, 28 de Dezembro de 2010

Heterodoxias

"Só não pode haver lugar para a indiferença. Citando livremente um dos maiores homens e um dos maiores pensadores da Igreja em Portugal dos últimos tempos, D. António Ferreira Gomes, com quem tive o privilégio de privar, atrevo-me a dizer como ele:«Tenho muita fé nos ateus; se forem honestos, chegarão a Deus. Um cristão convencido é que não tem conversão possível.»

Num tempo em que abundam as opiniões mas faltam as ideias, num tempo em que «fazer ondas» ainda agita muito os outros ocupantes da «piscina», num tempo que vê analfabetos a escrever livros, daltónicos a querer pintar quadros e desafinados  a gravar discos...oxalá este pequeno contributo possa servir precisamente para suscitar nos leitores a vontade de pensar temas tão sérios como o do sentido da vida e da História, do tempo e da eternidade, de Deus e de nós."

Para começo de conversa não me pareceu nada mal.

É a voz, porventura, mais interessante e heterodoxa da igreja católica portuguesa, na actualidade.

Mete-se por caminhos escorregadios, invade territórios que lhe não são próprios e zurze nos "vendilhões", quer estejam no interior da sua Igreja, quer estejam no mundo profano.

Frei Fernando Gustavo Ventura, nascido na Senhora da Hora (presságio de caminho a percorrer...) tem dado voz a quem, não a tendo, carece dela.

É um dos leitores mais exímios dos textos bíblicos, um dos nossos maiores especialistas, com um saber acumulado, que lhe permite percorrer mundo, dialogar com comunidades cristãs excêntricas e com gentes de outros credos e igrejas.

Não sendo eu católico, menos ainda militante de uma qualquer igreja, tenho evoluído para um certo desconcerto agnóstico perante o mundo, o tempo, o universo, a eternidade e a humanidade. Acredito no Homem, esse ser em permanente construção, como o afirma, recorrentemente, outro clérigo heterodoxo português, o padre missionário da Boa Nova, Anselmo Borges.

O texto inicial do frade Franciscano Capuchinho é retirado de obra interessante, para cristãos, católicos, agnósticos, ateus, de outras confissões, pois persegue um desiderato ecuménico, "Roteiro de Leitura da Bíblia" publicado pela chancela Editorial Presença.

A ler com atenção e intensidade.


publicado por weber às 11:39
link do post | comentar | ver comentários (2)
partilhar

. ver perfil

. seguir perfil

. 8 seguidores

.pesquisar

 

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Heterodoxias

.arquivos

.tags

. todas as tags

.últ. comentários

Chame-me Parvo….Pois é, Sr. Pedro Tadeu, é isso me...