Segunda-feira, 5 de Setembro de 2011

Morte aos grifos, paz aos abutres...

José Adelino Maltez transferiu-se do falecido "albergue espanhol" para o novel "forteapache". Com o humor e a fina ironia que lhe é reconhecida, postou o primeiro texto ao qual emprestou o titulo bem sugestivo "morte aos grifos", que pode saborear aqui.

E de um só trago:

«Dizem que o Instituto de Conservação da Natureza e Biodiversidade (ICNB) está a ponderar adoptar medidas para controlar a reprodução de abutres fouveiros em Portugal, que está a ameaçar outras aves protegidas devido à escassez de alimento. Tenho detectado vários que fazem visitas de inspecção aqui ao forte. Até consta que Passos Coelho tem um plano B: chamar ao governo, em regime de salvação pública, Vasco Graça Moura, Marques Mendes, Manuela Ferreira Leite, Marcelo Rebelo de Sousa, Lobo Xavier e Pires de Lima, assim substituindo os independentes, até agora usados como "éclaireurs" do processo estratégico. Mas Alberto João Jardim não aceitou a pasta das regiões e autarquias. J. Pacheco Pereira nem sequer quis ouvir falar na da comunicação social, sobretudo no dia em que Miguel Relvas faz anos, segundo o Facebook. Nuno Rogeiro, a caminho de Sirte, ainda está a estudar a hipótese de secretário de estado para assuntos de estratégia holística. Marcelo, depois de reler o progrma Catroga, já esboçou o plano de reforma do Estado, depois de uma directa. Vasco Graça Moura garantiu que um poeta nas finanças vai dar que falar, porque importa rimar, de acordo com o velho acordo ortográfico e impedir que o Instituto de Linguística Teórica e Computacional, com a data de maio de 2011, e numa edição conjunta de dois defuntos, o Ministério da Educação e do Ministério da Cultura, continue a lançar esqueletos fora do armário. Manuela Ferreira Leite promete, entretanto, revolucionar as obras públicas, restaurando a Junta Autónoma das Estadas. Além de mais, Campos e Cunha e Diogo Freitas do Amaral sugeriram Pina Moura para embaixador do Vaticano... Apenas se garante, a quem se atreve a entrar nesta reserva de estado de sítio, que estamos a experimentar, para cerca, uma sugestão de serviços secretos alienígenas que desenvolveram uma estratégia chamada "bubble net feeding". "É uma rede de bolhas inofensiva para as espécies e natural. Porque não adaptá-la às artes da política?", pensaram. A técnica é semelhante à que é utilizada no cerco tradicional, uma das artes mais utilizadas em Portugal (sobretudo na captura de opositores internos à liderança), em que a rede é colocada à volta do cardume. Em vez da rede, usariam bolhas de ar.

PS: A imagem é da alquimia e não foi retirada da Autobiografia de Nicolae Ceasescu, nem constava da Festa da Atalaia. Foi devidamente fiscalizada pela ASAE.»


publicado por weber às 16:48
link do post | comentar
partilhar

. ver perfil

. seguir perfil

. 8 seguidores

.pesquisar

 

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Morte aos grifos, paz aos...

.arquivos

.tags

. todas as tags

.últ. comentários

Chame-me Parvo….Pois é, Sr. Pedro Tadeu, é isso me...