Quinta-feira, 21 de Abril de 2011

O tio d'Orey passou-se dos carretos

António Capucho, um dos poucos barões sobreviventes do momento fundacional do PPD perdeu a tramontana e escreveu uma carta (fechada) ao líder do PSD, Pedro Passos Coelho.

O semanário do pequeno arquitecto, O Sol, publica-a in extenso e que pode LER por aqui.

O texto permite várias leituras e sugere vários caminhos.

Mas, uma coisa fica clara: o líder juvenil do PSD sai muito mal nesta fotografia.

Uma desgraça mais a juntar ao rosário de disparates e asneiras, que vem coleccionando.


publicado por weber às 17:18
link do post | comentar | ver comentários (2)
partilhar

. ver perfil

. seguir perfil

. 8 seguidores

.pesquisar

 

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. O tio d'Orey passou-se do...

.arquivos

.tags

. todas as tags

.últ. comentários

Chame-me Parvo….Pois é, Sr. Pedro Tadeu, é isso me...