Sábado, 5 de Fevereiro de 2011

Da Espanha

No "banco corrido", sempre atento ao fluir do que é importante, Paulo Pedroso arranca um sublinhado do que ocorre no país vizinho: dialogo social em espanha.

O que importa é ler o que aconteceu entre governo, sindicatos e patronato.

Lá é mais factos e menos conversa.

Cá, na Pátria, é um coro de psitacídeos, que até ensurdece.

Os sindicalistas, os "nossos", são os que mais berram e, às vezes, os que mais mamam.

Foto- Ontem, com Suarez e, hoje, com Zapatero.


publicado por weber às 12:39
link do post | comentar
partilhar

. ver perfil

. seguir perfil

. 8 seguidores

.pesquisar

 

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Da Espanha

.arquivos

.tags

. todas as tags

.últ. comentários

Chame-me Parvo….Pois é, Sr. Pedro Tadeu, é isso me...