Segunda-feira, 27 de Junho de 2011

Humor

Ele há um distingo a fazer entre ironia, sarcasmo e, impressivamente, humor.

Há estudos singulares sobre estas várias categorias.

O nosso Embaixador em Paris, cultor des "beaux mots, ainsi que des bons mots" publicou uma série de tiradas humorísticas lançadas por políticos famosos, em França.

Respiguei estas duas do seu blog "2 ou 3 coisas":

Notável também foi o dito do antigo ministro chirarquiano da Cultura, Renaud Donnedieu de Vabres: "Passar de ministro a passeador do nosso cão supõe um enorme trabalho sobre nós mesmos".
Uma das minhas preferidas é, porém, a frase de Patrick Devedjian, cujo futuro político parecia ameaçado pelos muitos inimigos que criou e que acabou por ter um resultado surpreendente nas últimas eleições cantonais: "Havia tanta gente no meu enterro que eu decidi não estar presente".
tags:

publicado por weber às 10:19
link do post | comentar
partilhar

. ver perfil

. seguir perfil

. 8 seguidores

.pesquisar

 

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. The End

.arquivos

.tags

. todas as tags

.últ. comentários

Chame-me Parvo….Pois é, Sr. Pedro Tadeu, é isso me...