Domingo, 14 de Agosto de 2011

"O criador e a criatura"

Roubado ao Eduardo Pitta, colhido no seu "Da Literatura", este naco de:
«Vasco Pulido Valente, O criador e a criatura, hoje no Público, excertos:
«[...] Nem sequer o facto despiciendo de Passos Coelho e (acessoriamente) Paulo Portas faltarem agora ao que prometeram na campanha consegue indignar um país por enquanto resignado e dormente. Só que a troika, com a sua brutalidade luterana, não se deixou convencer. Jürgen Klöger, o chefe da “missão europeia” e Paul Thomsen, o chefe da “missão FMI”, observaram os dois a triste inexistência de “cortes substanciais” na despesa, ou seja, na administração local, regional ou central. [...] A monarquia absoluta criou a pequena fidalguia, o liberalismo, a burguesia “moderna” (iletrada e pelintra como era) e o “25 de Abril” a classe média democrática, que por definição este regime jamais conseguirá repor no lugar que lhe compete ou devolver às suas verdadeiras proporções. [...] O Governo mais reformista ou “neoliberal” está assim condenado a fundir e refundir os “serviços” que por aí brotaram com nomes grotescos, mas sem nunca tocar na segurança, no estatuto e grosso dos rendimentos das pessoas. No momento em que se atrevesse a uma barbaridade dessas, mesmo com carácter simbólico, a classe média correria rapidamente com ele. Os cortes na despesa, quando não se aplicam à velha miséria do país, são uma simples figura de retórica

Foto - Dois casais, em férias. O primeiro-ministro e o da propaganda, com as respectivas "damas". Todos "gordos". Às vezes, numa mesa de poquer, ganha-se com dois pares. Na politica...não sei. Parece-me curto.

tags:

publicado por weber às 11:14
link do post | comentar
| | partilhar

.pesquisar

 

.posts recentes

. "O criador e a criatura"

.arquivos

.tags

. todas as tags

.links

.últ. comentários

Chame-me Parvo….Pois é, Sr. Pedro Tadeu, é isso me...