Segunda-feira, 13 de Julho de 2009

Hospedaria Camões

PENÉLOPE


Encontrava-a aos domingos
com a teia de crochet, perto
do estádio. Ulisses regressava
a Ítaca, no fim de mais uma
jornada de águias, dragões
e outros monstros. Argos
no banco de trás, abanava a cauda
para não morrer de velho.

 

Inês Lourenço


A Enganosa Respiração da Manhã, Asa, Porto, 2002.

 

PS- Descobri este poema da Inês num magnifico blog, que dá pelo nome de Hospedaria Camões. A blogoesfera é uma caixinha cheiinha de surpresas...

A foto, bem, a foto...é a Inês Lourenço a entregar o n.º 10 da HIFEN ao poeta do Porto, Eugénio de Andrade.

tags:

publicado por weber às 17:08
link do post | comentar
| | partilhar

. ver perfil

. seguir perfil

. 8 seguidores

.pesquisar

 

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. The End

.arquivos

.tags

. todas as tags

.últ. comentários

Chame-me Parvo….Pois é, Sr. Pedro Tadeu, é isso me...