Sábado, 11 de Julho de 2009

Imagem do dia

"Ocupando uma área correspondente, aproximadamente, a 6 luas cheias no céu, o remanescente de supernova Simeis 147 situa-se na constelação do Touro, a uma distância aproximada de 3000 anos-luz. Ocupa cerca de 150 anos-luz de extensão, tem cerca de 100000 anos de idade e é um dos remanescentes de supernova conhecidos mais espectaculares. No seu centro encontra-se um pulsar, uma estrela de neutrões em rápida rotação, o resto deixado pela estrela original que explodiu e que deu origem ao remanescente. A imagem de hoje foi obtida pelo telescópio Samuel Oschin que faz parte do famoso Observatório Palomar situado na Califórnia."


publicado por weber às 14:30
link do post | comentar
| | partilhar
:
De Logros a 11 de Julho de 2009 às 18:05
Pois. "A estrela original que explodiu", corresponde à tal morte de que também as estrelas padecem, de que fala o Eugénio de Andrade.

A "supernovas" deveria corresponder "supervelhas", que é o que mais abunda no espaço sideral...

Até já

I.


De weber a 11 de Julho de 2009 às 19:00
Boa.
Até me arrepiei com a ideia de "supervelhas", no sentido exacto que a Inês lhe atribui.
Abraço,
J.A.


Comentar post


. ver perfil

. seguir perfil

. 8 seguidores

.pesquisar

 

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. The End

.arquivos

.tags

. todas as tags

.últ. comentários

Chame-me Parvo….Pois é, Sr. Pedro Tadeu, é isso me...