Quinta-feira, 9 de Julho de 2009

Violência entre étnias na região de Xinjiang na República Popular da China

A violência entre membros da etnia Uigue e Han ( a maior das etnias da China) já provocou, desde Domingo, mais de 160 mortos, cerca de 2 000 feridos e 1 500 prisões. O líder máximo da China que abandonou a reunião do G8 prometeu mão pesada sobre os responsáveis destes distúrbios e ameaçou-os com a pena de morte.

Veja-se a reportagem do El Mundo Aqui

Como é possível que, na China Popular, liderada pelo Partido Comunista, onde se aboliu a exploração do homem pelo homem, onde se criou o paraíso terreno, ainda se matem por razões étnicas. Então o marxismo-leninismo, temperado de maoismo, não resolveu as contradições no seio do povo?!

Que diz o "nosso" Partido Comunista Português tão amigo dos camaradas chineses, destes infaustos acontecimentos? Por certo, nada.

Agora anda ocupado a demonstrar que o António Chora é um traidor, um vendido, um trabalhador sem consciência de classe, que não deve ter tempo para pensar nestes acontecimentos.

Se o Chora não tem consciência de classe, o que têm os Uigures e os Han, que se envolveram nesta mortandade?

Eu sei.

Pergunta difícil, não é verdade, camaradas?!...

Esta região de Xianjiang é de maioria Uigure, muçulmana, mas que tem vindo a ser "colonizada" pelos Han, que dominam todo o Partido Comunista, os aparelhos de estado e submetem os uigure a humilhações e a constantes vexames. Problema de difícil tratamento, como Estaline teve com os russos, os eslavos e TODAS as outras nacionalidades que integravam um imenso império soviético que ia de Moscovo a Vladivostok.

Está visto que os impérios NUNCA souberam tratar das nações oprimidas, menos ainda dos POVOS que dominavam. Este império chinês não é, pois, excepção.

J.A.


publicado por weber às 01:48
link do post | comentar
| | partilhar

.pesquisar

 

.posts recentes

. The End

.arquivos

.tags

. todas as tags

.links

.últ. comentários

Chame-me Parvo….Pois é, Sr. Pedro Tadeu, é isso me...