Terça-feira, 7 de Julho de 2009

Nuno Melo, Honório Novo & João Semedo formam NOVO Partido

 

 

A Comissão de Inquérito à supervisão bancária no processo B.P.N. está a ultimar o Relatório Final.

A redactora é uma deputada socialista que fará a apresentação do mesmo para ser votada.

As oposições (C.D.S., P.C.P. e B.E., pelo menos) preparam-se, não só para votar contra, mas, para efeitos de propaganda, escrever um Relatório Alternativo.

O super-ministro Teixeira dos Santos, em Bruxelles, já respondeu a estes senhoritos que, menos preocupados em descortinar as malfeitorias dos bandidos, que saquearam o S.L.N. e o B.P.N., preocuparam-se, isso sim, em "enforcar" o Governador do BdP, Vítor Constâncio: pode ver Aqui a explicação substantiva que dá Teixeira dos Santos para esta ocorrência.

Como as coisas estão mornas e tenho que preparar dois exames (correntes historiográficas e história contemporânea)hoje fico-me por aqui, pois que o relatório ainda assim é extenso e, então o alternativo!, nem vos digo nada...

J.A.

tags:

publicado por weber às 10:33
link do post | comentar
| | partilhar
:
De Logros a 7 de Julho de 2009 às 17:22
Éu até admito que o governo e Sócrates não tenham sido perfeitos e infalíveis; mas o que acho revoltante e do pior calibre político e cívico, que roça a desfaçatez é o que a Oposição tem para ofertecer em troca: Santana no Município da Capital; Ferreira Leite a "dirigir" Portugal; o Portas dos submarinos e sobreiros a "assomar" já, em várias coligações nas autárquicas; o consulado bnurlesco madeirense a inchar, etc.

A "qualidade" dos ministeriáveis PSD é confrangedora.
Restam-lhe os arautos: Marcelo, Pacheco e uma vez por outra Ângelo Correia, o "Cardeal Richelieu", como bem o apodou Miguel Veiga, personalidade que junto com Graça Moura, estão na sombra, mas que ainda são o que resta do "sal da terra" do defunto PPD. Nem o facto de Rio ir concorrer cligado ao CDS, aqui no Porto e se prever maioria absoluta, acorda as "consciências" de esquerda, que querem mas é manter lá o vereadorzito e o país que se lixe. A esquerda do PS, faz lembrar aqueles maridos patologicamente ciumentos que assassinam as mulheres, dizendo: "Já que não és para mim, antes te quero morta".

Dói-me que o meu país, num momento de crise mundial, vá cair em mãos inábeis de arrivistas, com defeitos muito maiores que o actual governo, só movidos pela fome de poleiros, púlpitos e vantagens atinentes.

Bom trabalho, meu amigo.
Até breve.

I.


De weber a 7 de Julho de 2009 às 23:37
A DOR é comum.
Ele há coisas que não têm que ver com sectarismos partidários, ou de crenças.
Essa dimensão da Pátria, do Povo (hoje tão caído em desuso..mas que eu gosto) é só para eleitos como a minha boa amiga.
Outro dia estive a ouvir o Miguel Veiga. É de facto um senhor e o tal "sal da terra" que ainda resta no PPD (como sempre disse o meu Mestre Emídio Guerreiro: não se reconhecia no PSD).
A tropa fandanga que por lá se destrambelha, na eventualidade de ganharem as legislativas, não augura nada, mesmo nada de bom para Portugal.
Abraço,
J.A.


Comentar post

.pesquisar

 

.posts recentes

. The End

.arquivos

.tags

. todas as tags

.links

.últ. comentários

Chame-me Parvo….Pois é, Sr. Pedro Tadeu, é isso me...