Segunda-feira, 22 de Junho de 2009

Manuela Ferreira Leite e os pedidos

À margem de uma almoço comemorativo dos 175 anos da A.C.L.  de Lisboa, a lidere do P.P.D./P.S.D. afirmou que não vai pedir uma maioria absoluta na próxima campanha eleitoral para o Parlamento português.

Pode confirmar-se estas afirmações Aqui

Mas, com o devido respeito que pela senhora tenho, digo-o sem ademanes: - Não acredito!

Porquê?

Por uma razão muito simples.

As sondagens já fizeram as pazes com o P.S.D. É bem provável que se tornem até amigas do P.P.D.

Se, porventura, começarem a apontar para:

1/ Uma vitória do P.P.D./P.S.D.;

2/Começarem a indiciar um "afastamento" consolidado do P.S.;

3/Sugerirem que o P.S.D. pode prescindir do C.D.S./P.P.

 

Neste cenário, com a fome e a sede que o P.P.D. e mesmo até o P.S.D. andam do PODER, acham mesmo que a senhora, lidere, hoje incontestada, do PPD/PSD -não vai mesmo dramatizar o discurso e dizer, aquilo que agora não lhe convém dizer?

Pois eu penso, que se tal fôr o cenário, Manuela Ferreira Leite, como qualquer politico que se preze (saber ler os sinais e adaptar o discurso às circunstâncias) vai mesmo PEDIR a maioria absoluta.

Mas, como nisto de eleições, a grande sondagem, é aquela que decorre da contagem dos votos, ainda temos tempo para esperarmos sentados.

Eu vou fazê-lo.

J.A.


publicado por weber às 21:56
link do post | comentar
| | partilhar
:
De Logros a 22 de Junho de 2009 às 23:44
Amigo JA, hoje estou voltada para a politiquice, embora esteja em baxo um poema do Omar, que me desperta muito mais adesão.

Então vou-lhe dizer o meu palpite sobre as legislativas.
O machismo luso, que ao contrário do que se pensa. é muito mais DELAS do que deles, nunca elegerá Ferreira Leite. Neste país as mulheres são dificilmente elegíveis, pois se são novas e atraentes, podem sempre chamar-lhe pêgas; se são velhas, já estão fora do prazo. A méritocracia vem no fundo da lista.

Nos tempos do Anibal, tive uma empregada que dizia "voto no mais bonito". E ela achava o Cavaço, hirto e penteadinho, um giraço.:))))))
Infelizmente as mulheres, como não têm auto-estima, desconfiam de candidatas e votam sempre neles. E a juventude mais os velhos gaiteiros, não gostam de jarretas.:)))))

Se lá chegarmos, veremos se isto se confirna.

Vou ao Omar...

I.


De weber a 23 de Junho de 2009 às 01:02
Fui buscar o meu varão mais novo à capital do império.
Abri o computador e deparei-me com este seu comentário/palpite.
Ainda não parei de sorrir.
Acho que tem toda a razão e as razões que aduz são mais que consistentes.
Tivemos já uma experiência que ilustra a sua tese- quando a engenheira Pintassilgo foi a votos.
Abraço grande,
JA


Comentar post

.pesquisar

 

.posts recentes

. The End

.arquivos

.tags

. todas as tags

.links

.últ. comentários

Chame-me Parvo….Pois é, Sr. Pedro Tadeu, é isso me...