Quinta-feira, 18 de Junho de 2009

Irão

As manifestações convocadas pelo reformista Moussavi continua, qual Tsunami a fazer tremer as autoridades Iranianas. Ontem, mais de 500 mil pessoas manifestaram-se para honrar os "mártires" caídos nas manifestações dos dias anteriores.

Como já o afirmei o Irão está a viver a maior convulsão desde a queda do Shá Reza Palavi.

O Ocidente está a seguir com o máximo interesse os desenvolvimentos desta situação. Corre já na Internet um vídeo que prova que Moussavi "ganhou" as eleições.

A acompanhar, como diz o presidente Obama, com a máxima preocupação. Veja-se a reportagem Aqui

J.A.


publicado por weber às 12:45
link do post | comentar
| | partilhar
:
De Logros a 18 de Junho de 2009 às 19:54
Mas, uve-se dizer que o Irão rural continua fiel ao poder dos "ayatolas", Que isto será um fenómeno mais restrito à capital "Teerão".

Acredito pouco em súbitos milagres. Mas, às vezes.....

Ab.
I.


De weber a 18 de Junho de 2009 às 20:39
Pois...às vezes, o devir histórico deixa-se "condicionar" pelo bater de asas da borboleta!
Se bem que eu penso , que este movimento, de Moussavi é poderoso, telúrico e pode corresponder a anseios conjunturais dos Iranianos.
Podemos estar perante os resultados do efeito Obama!
Pode ser.
Admito que sim.
Abraço,
J.A.


De Logros a 19 de Junho de 2009 às 01:03
J. A.

Deixe-me exercitar o meu cepticismo.
Os movimentos "telúricos" acabam por regressar, muitas vezes, aos velhos paradigmas.
Quando, no Afeganistão, depois da derrota do governo taliban, se abriram de novo os cinemas, só homens é que lá podiam entrar...
Estas sociedades teocráticas e até tribais, com "Concelho de Anciãos" podem ser muito exóticas e bom material de estudo antropológico, mas...como dizia o bom do Cardeal, "nem Alá sabe, em que sarilhos se vão meter". :)))))

O efeito Obama, ou melhor, o propriamente dito, foi, de facto, algo de surpreendente, até pelo "material genético" que conglomera e pelas diversas culturas , formações e mundividências que associa numa feliz síntese.
Quando se esperava que todos o olhassem de esguelha, por ser "um rafeiro", (como ele próprio se auto-crismou), eis que a crise, a guerra do Iraque, o pós-bushismo, as suas inúmeras aptidões comunicacionais e fácticas, o lançam para o pódio da nossa esperança.

Até breve

I.


De weber a 19 de Junho de 2009 às 09:08
Totalmente em sintonia.
Hoje, o líder religioso vai perorar, a partir da Universidade de Teerão. Vamos esperar, para perceber para onde vai a Pérsia.
Abraço,
J.A.


Comentar post


. ver perfil

. seguir perfil

. 8 seguidores

.pesquisar

 

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. The End

.arquivos

.tags

. todas as tags

.últ. comentários

Chame-me Parvo….Pois é, Sr. Pedro Tadeu, é isso me...