Segunda-feira, 15 de Junho de 2009

Anselmo Borges em dia de Santo António

Em dia do padroeiro de Lisboa, 13 de Junho, Anselmo Borges, na sua crónica hebdomadário reflecte sobre questões institucionais e "profanas" da igreja católica, a sua igreja. Convoca o cardeal Martíni, Bispo de Milão, que publicou um livro deveras interessante, deste ponto de vista para o católicos e os não crentes. Veja aqui

O cardeal Martíni, não sendo uma alternativa ao actual Papa, mas "papabilli", fez parte do Conclave que escolheu o actual Bento XVI, recomenda bondade na análise do celibato, admite mesmo vias alternativas em continentes cuja dimensão cultural "atropela" esta norma canónico-administrativa.

Interpela-se sobre a eleição dos Bispos e, questão bem mais controversa, questiona o estatuto do embrião humano.

Sustenta, com bondade, a causa dos gays.

Anselmo Borges, como sempre, certeiro, actual e consistente nos argumentos e interrogações.

Este é, de facto, não de jure, o meu "padre".

J.A.


publicado por weber às 15:37
link do post | comentar
| | partilhar

.pesquisar

 

.posts recentes

. The End

.arquivos

.tags

. todas as tags

.links

.últ. comentários

Chame-me Parvo….Pois é, Sr. Pedro Tadeu, é isso me...