Sexta-feira, 12 de Junho de 2009

Ainda no rescaldo das europeias

 

 Eu avisei, quando "todos" estávamos a discutir a "bondade" das campanhas: as boas são, serão, sempre, as vencedoras!

Hoje, detectamos, todos, debilidades na campanha do P.S.

Em Espanha, Filipe Gonzalez faz criticas a Zapatero, nesse mesmo território.

Mas, interessante, é observar a argúcia do PSD e do B.E., que já tinham preparados "cartazes" 8m X 3m para o day-after.

O PPD/PSD, logo no dia a seguir, lançou um cartaz 3m X 8m, com uma frase, em fundo branco: NUNCA BAIXAMOS OS BRAÇOS.

Esta frase é bem esgalhada, porque deu para a "vitória", como também dava para a "presunta" derrota!

O B.E.,numa linguagem "pós-moderna", mas que remete para os construtivistas russos de 1920, lançou logo de seguida, talvez a 9 de Junho, um cartaz, com profusão de mensagens e de símbolos, mas que ressalta um DADO: 200 mil portugueses, desempregados, já não recebem subsidio.

O B.E. está a fazer o que Karl Rove, o guru de Bush, fez com alguns grupos minoritários religiosos dos EEUU. Criou mensagens especificas, para assegurar o voto dessa gente.

O voto que o B.E pretende é o das minorias conjunturais: os desempregados, os zangados, os jovens (que hão-de deixar de o ser...).

J.A.

PS- Depois de escrever o texto, consegui os cartazes nos sites dos respectivos partidos. Assim percebe-se melhor.

 

 

 

 

 

 


publicado por weber às 12:19
link do post | comentar
| | partilhar

. ver perfil

. seguir perfil

. 8 seguidores

.pesquisar

 

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. The End

.arquivos

.tags

. todas as tags

.últ. comentários

Chame-me Parvo….Pois é, Sr. Pedro Tadeu, é isso me...