Sexta-feira, 15 de Maio de 2009

Dos regimes totalitários...e da demagogia poltica

Faz tempos, MFL pedia um intervalo na "democracia" para se poderem realizar as reformas estruturais.

Mais recentemente, no calor e no fervor discursivo a tresandar a eleiçoarismo barato, afirmo que a nossa democracia estava a roçar o totalitarismo, estava em perigo. Há medo em Portugal, diz a economista, antiga responsável das finanças no governo de Durão Barroso.

Entretanto debati, num blog perto do meu, sedeado em Moncorvo, uma questão interessante, pretextando uma reflexão amiga sobre Estaline e a Igreja, sobre "totalitarismo". Aí, nesse debate sugeri que uma revisita à história e aos historiadores nos ajudava a dirimir tão importante questão.

Nem de propósito.

A historiadora e académica Maria Isabel João propõe uma interessante, quanto operativa definição para

"Estado totalitário

Para um Estado poder ser considerado totalitário são necessárias três condições: 1) a imposição de uma determinada visão do mundo, de uma ideologia que penetra toda a vida pública e enforma os comportamentos das massas; 2) a fusão entre política e a economia, de tal modo que o Estado exerça um efectivo controlo sobre esta; 3) a supressão ou o controlo do Estado sobre as associações e organismos da sociedade civil, que deixam de ter liberdade de organização e de expressão."

E, mais adiante sustenta a historiadora de modo bem sagaz e problemático.

"A reunião destas condições não está presente de forma linear e constante na história dos regimes fascistas e comunistas. O aspecto mais dificil de conseguir por qualquer regime é a imposição da ideologia, dentro de parâmetros definidos, a toda a população e o marxismo-leninismo não deixou de ser uma doutrina bastante obscura para a maioria dos cidadãos."

Já nos Estados teocráticos, onde o primado da teologia, das ideologias, sejam elas inspiradas em Cristo ou em Mahomet, se fizeram (ou ainda se fazem...) de modo bem mais eficiente, o carácter totalitário dos Estados de então, e de agora, não sofre grande questionamento.

J.Albergaria

Grafia, em árabe, do nome de Allah.

tags:

publicado por weber às 11:27
link do post | comentar
| | partilhar

. ver perfil

. seguir perfil

. 8 seguidores

.pesquisar

 

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. The End

.arquivos

.tags

. todas as tags

.últ. comentários

Chame-me Parvo….Pois é, Sr. Pedro Tadeu, é isso me...