Domingo, 3 de Maio de 2009

Um enxame de abelhas...

Recupero um texto, que em tempos publiquei, que denota, um outro lado escuro e obscuro do Partido Counista e dos comunistas portugueses: a necessidade de controlarem a memória e a sua história.

JPP dá uma entrevista, onde se fala muito do seu labor como historiador e, sobretudo, com historidaor do Partido Comunista e de Álvaro Cunhal:

 

"Se uma abelha incomoda...um enxame impede o acesso aos arquivos do PCP! 

 

A 27 de Julho de 2008, numa extensa e não tão interessante entrevista como se poderia expectar a José Pacheco Pereira( menos por responsabilidade de JPP do que pela do jornalista, que poderia ter aprofundado alguns filões...) há um aspecto notável - e ao qual não resisto ao pecado da transcrição:
"Pergunta: Mas o PCP não o deixa entrar no seu arquivo!
Resposta:Não. A última resposta que tive foi de Carlos Carvalhas era que o arquivo tinha uma infestação de abelhas. Eu disse-lhe que não me importava de ir vestido de apicultor mas...Acho que o PCP mudará a atitude e tenho de reconhecer que muitos militantes, até históricos, têm uma atitude diferente da do passado, mas está muito longe de permitir a investigação necessária. Os arquivos do PCP são a última grande fonte de história contemporânea ainda fechada."

Fazendo a transliteração da história do elefante para a de uma abelha, fácil é concluir que um enxame consegue a proeza de impedir o acesso "à última grande fonte de história contemporânea."
JA


publicado por weber às 12:57
link do post | comentar
| | partilhar

.pesquisar

 

.posts recentes

. The End

.arquivos

.tags

. todas as tags

.links

.últ. comentários

Chame-me Parvo….Pois é, Sr. Pedro Tadeu, é isso me...