Quinta-feira, 30 de Abril de 2009

A vida deu-lhe um diploma

Este é o titulo de um belíssimo trabalho da jornalista Margarida Santos Lopes, publicado, hoje, no Público, no P2. Relata a jornalista que João André "aos 7 anos,  tinha de ir umas 500 vezes ao interior dos barcos para, dois a dois, descarregar 1 000 tijolos."

Aos 85 anos, o mais velho aluno do programa Novas Oportunidades recebeu o seu Diploma do 12.º Ano. isto aconteceu em Salvaterra de Magos, cuja Presidente, transfuga da CDU,  dirige a Câmara, agora, em representação do BE. João André, que já correu muito mundo, que já foi quase tudo, que gosta de pescar e de esculpir a pedra, anda de candeias às avessas com a edil bloquista, Ana Cristina Ribeiro.

Diz o "mestre", que é como o conhecem em Salvaterra, melhor dizendo em Glória do Ribatejo, que não pensa ir para a Universidade. Gostava de fazer um curso de escultura, que é a arte que, hoje em dia, pratica. E foi por causa dela que se zangou com a Presidenta bloquista. Queixa-se ele: - A minha prioridade é recuperar duas pedras que me levaram quase 600 horas a esculpir. A senhora Presidente da Câmara teve a coragem de mandar arrancá-las do pátio da escola onde fiz a 4.ª classe e mandá-las para o lixo, só porque me dou bem com pessoas do partido socialista de quem ela não gosta. Esta é uma personagem que mestre João André não gosta. Não gosta ainda dos gajos da GNR:- Antes do 25 de Abril não permitiam que dois ou três rapazes se juntassem a conversar à noite-diziam que era ajuntamento ilegal. E também não gosta dos padres:-Não queriam que as raparigas fossem aos bailes e ao cinema, mas depois aninhavam-se com elas.Homem sem fé, sem religião - "a mim não me convencem que Deus criou o mundo". Mestre João André não tem medo da morte. "Trabalhei, passeei e evolui. Já vivi muito. Se tiver que morrer, que seja rápido." Viúvo, sem filhos, continua a estudar, a esculpir e a trabalhar a pedra, para seu prazer pessoal, a pescar e a viajar.

Este ano quer ir à China e à India.

J.Albergaria

 

 

 

 

 

 

 

 

 


publicado por weber às 16:17
link do post | comentar
| | partilhar
:
De r a 30 de Abril de 2009 às 17:58
Um exemplo de vida e de amor à vida...
Vivendo e aprendendo...sempre!!

abraço.


De mdsol a 30 de Abril de 2009 às 21:19
Uma comoção!

: )))


De Logros a 1 de Maio de 2009 às 03:37
Conheci-o na Sic- N, entrevistado pelo Crespo~, no Jornal das 9; este último nem é das minhas simpatias, mas portou-se bem; nem parecia o enfatuado tencioso, do costume. O João André desarmou-o.E eu gostei de ser portuguesa ao vê-lo e ouvi-lo. Coisa que poucas vezes me acontece, em frente à televisão.

I.


Comentar post


. ver perfil

. seguir perfil

. 8 seguidores

.pesquisar

 

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. The End

.arquivos

.tags

. todas as tags

.últ. comentários

Chame-me Parvo….Pois é, Sr. Pedro Tadeu, é isso me...