Quarta-feira, 29 de Abril de 2009

Fernando Pessoa

Poema 

  

Para ser grande, sê inteiro: nada
Teu exagera ou exclui.
Sê todo em cada coisa. Põe quanto és
No mínimo que fazes.
Assim em cada lago a lua toda
Brilha, porque alta vive

Ricardo Reis


publicado por weber às 11:20
link do post | comentar
| | partilhar
:
De Logros a 30 de Abril de 2009 às 02:04
Começa-se pelo Álvaro de Campos, "sentir tudo de todas as maneiras"; continua-se com Alberto Caeiro, o Mestre"o meu olhar é nítido como um girassol"; acaba-se neste esplendoroso Reis, que só com alguma maturidade se entende, tal como os últimos quartetos de Beethoven.

I.


De weber a 30 de Abril de 2009 às 10:40
Obrigado por me indicar o modo como se pode, e deve, caminhar pelo Pessoa.
Abraço,
JA


Comentar post


. ver perfil

. seguir perfil

. 8 seguidores

.pesquisar

 

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. The End

.arquivos

.tags

. todas as tags

.últ. comentários

Chame-me Parvo….Pois é, Sr. Pedro Tadeu, é isso me...